quinta-feira, 11 de agosto de 2016

Jorge: De promessa à realidade com grande futuro

Quando o Flamengo estava mal no Campeonato Brasileiro do ano passado e frequentando o Z4, um dos diversos problemas do time era a lateral esquerda. Anderson Pico não estava correspondendo e Armero, que foi contratado para ser titular, estava defendendo a seleção colombiana. O futebol de Pico não foi correspondido às expectativas que Pará foi testado na posição, mas também não foi bem. Com isso o pedido da torcida pela entrada de Jorge, cria da Gávea e que havia feito um excelente Mundial Sub-20, aumentou.

Para quem está isto lendo na página principal do blog, clique no Leia Mais para ver o texto completo.

Cristóvão Borges apostou no garoto na partida contra o Joinville e ali já foi possível perceber que Jorge é um jogador diferente. Uma preocupação que se tinha com o futebol de Jorge era o seu estilo ofensivo. Temiam que o jogador comprometesse defensivamente o time. Mas o lateral surpreendeu e mostrou que sabe atuar defensivamente tão bem quanto quando ataca. Com grande capacidade de desarme, o lateral de 20 anos demonstra uma frieza e maturidade muito grande na frente dos adversários, algo que impressiona pela sua idade, além de grande técnica para efetuar os desarmes sem cometer faltas. Ele tem números muito bons nesse Brasileirão: É o segundo jogador do Flamengo com a melhor média de desarmes (2.8 por jogo) e o terceiro (o 10° dentre todos os jogadores) com a melhor média de interceptações (3.1 por jogo)

Nesse ano, Jorge tem atuado mais defensivamente, subindo menos ao ataque, até pelo fato de Rodinei apoiar bastante ofensivamente e de que Zé Ricardo é um técnico que preza muito pela consistência defensiva da equipe, fazendo com que eles subam apenas nos momentos necessários e que o jogo não seja absolutamente concentrado neles, como era com Muricy (no lado direito), em que só existia uma alternativa de jogo, que eram as triangulações com Arão, Cirino e Rodinei. Mas não se deve duvidar da qualidade do camisa 6 para atacar, tanto dando passes, quanto finalizando a gol, prova disso é que o lateral já tem dois gols nesse Brasileirão (um deles um golaço contra a Ponte Preta), mais do que alguns jogadores de ataque do time.

Entretanto, é possível destacar alguns pontos negativos no garoto, também. Por mais que seja excelente no ataque, tenha um passe muito refinado pra um lateral, é inteligente nas subidas, sua parte defensiva ainda possui alguns defeitos, mesmo com a evidente melhora. É um ótimo desarmador e muito bom na marcação mano a mano, mas o seu posicionamento defensivo ainda é algo que não está bom. Durante o jogo, podemos vê-lo algumas vezes mal posicionado, adiantado da defesa, o que gera espaços em suas costas para jogadores que não estão em posição de impedimento, possibilitando facões do lateral ou ponta adversário naquele lado e criando situações de perigo, mas é algo que pode ser treinado e facilmente desenvolvido com o tempo.

Jorge já é realidade, um dos melhores laterais esquerdos do Brasil e a principal revelação do Flamengo desde Renato Augusto. Tem um futuro brilhante pela frente, contudo no presente já é um jogador fundamental para o Flamengo pela sua qualidade, regularidade e segurança que passa. Sua falta foi sentida nesses últimos jogos que ele não participou por lesão e teve de ser substituído por Chiquinho, que está longe do seu nível.

Um comentárioTeste:

  1. O problema dele é só a mal vontade que tem pra recompor defensivamente,tirando isso é excelente em vários atributos pela idade.

    ResponderExcluir