sábado, 18 de março de 2017

O Xerife da Base (Entrevista com Dener, zagueiro do Flamengo)


Um dos nomes mais conhecidos da equipe sub-20 do Flamengo, Dener tem sido destaque há alguns anos nas equipes Rubro-Negras de base, tendo conquistado títulos expressivos durante esse período, como o da Copinha do ano passado, além de ter chegado até as quartas de final do torneio em 2017, onde só perdeu para o campeão Corinthians, na que por muitos foi considerada a final antecipada do torneio. Aguardando ansiosamente uma chance no time de Zé Ricardo, o zagueiro conversou conosco falando sobre a sua carreira, suas inspirações, ídolos e o que pretende para o futuro! Clique no ''Leia mais'' para conferir a entrevista na íntegra.


1- Quem são seus ídolos no futebol?

Dener: Maldini e Thiago Silva


2- O que você acha que pode aprender com atletas mais experientes que jogam na sua posição, como Juan e Réver?

Dener: Posso aprender muitas coisas. Na minha opinião me vejo com características parecidas as desses jogadores que você citou, então ao estar no dia a dia deles, vendo os treinos e a maneira como se comportam em algumas situações, tento absorver a vasta experiencia que os dois têm. Isso me ajuda muito em relação ao posicionamento em campo, na liderança e também na questão técnica. Pra mim, nos dias atuais, essas são as principais virtudes de um zagueiro de alto nível, e é o que eu busco para o meu jogo.


3- Conte sua história no futebol até chegar à base do Flamengo

Dener: Comecei a jogar futebol aos 7 anos, em uma escolinha perto da minha casa, em Santa Catarina. Aos 13 anos, em 2010, fiz uma peneira no Internacional de Porto Alegre e fui aprovado, mas por questões de moradia não fiquei lá. Voltei pra casa e na mesma semana já fui para o Figueirense. Lá fui aprovado e fiquei por 3 anos e meio. No começo de 2014 me transferi por empréstimo para o Flamengo, e estou prestes a completar 3 anos de clube no dia 25 de março!


4- Na sua opinião, até que ponto a boa estrutura oferecida pelo clube ajuda o futebol de base do Flamengo a alcançar bons resultados?

Dener: A estrutura oferecida pelo clube é um fator importantíssimo para a nossa formação. Eu, por exemplo, passei por uma cirurgia a menos de um mês e já estou treinando com bola, méritos totais da boa estrutura do clube que conta com os melhores aparelhos e melhores profissionais para recuperação. Temos aqui também vários campos muito bons, e assim podemos aprimorar cada vez mais nossas partes técnica, tática e física.


5- Após um excelente desempenho individual na Copa SP e talvez vivendo seu maior momento na carreira, você se sente maduro e pronto para a transição ao time profissional?

Dener: Realmente vivo o melhor momento da minha carreira e me sinto maduro sim. Claro que ainda estou em formação assim como todos da base estão, mas acredito muito no meu potencial, e pra uma eventual subida ao profissional procurarei estar pronto para conseguir manter e melhorar meu rendimento lá em cima também.


6- Você joga numa posição em que se costuma preferir a experiência à juventude. Você acha isso correto? Ate que ponto isso pode prejudicar os atletas mais jovens?

Dener: A posição de zagueiro é uma posição que requer muita responsabilidade. No profissional alguns jogadores se adaptam mais rápido do que outros. Acho que pode prejudicar o jovem por não jogar e acabar perdendo o ritmo de jogo, porque jogar é fundamental para realmente condicionar fisicamente e pegar experiência. Mas concordo, acho que o jovem tem que ter um tempo de adaptação no profissional pra ele pegar aprendizado com os zagueiros mais experientes e todo o grupo de trabalho.

7) Quais são suas referências na posição?

Dener: Procuro pegar referências dentro do clube, então tenho o Réver e o Juan como espelhos porque além de serem jogadores consagrados, são jogadores com os quais me acho parecido pelas características. Também poderia colocar como referencia o Léo Duarte, até por termos jogado juntos e ele ter saído da base e hoje estar aonde está, além de ser um zagueiro completo.

Por fim, a equipe do Papo da Nação gostaria de agradecer ao Dener pelo tempo e boa vontade de nos conceder essa entrevista. Desejamos todo sucesso na carreira e que faça um bom trabalho aqui no Flamengo!

Um comentárioTeste: