terça-feira, 7 de março de 2017

Raio-X da Libertadores: San Lorenzo

O dia 8 de março de 2017 marca o começo da jornada do Flamengo rumo ao Bicampeonato da Libertadores. Após duas eliminações na fase de grupos nas últimas participações, o Flamengo aposta na qualidade técnica e na estrutura de alto nível, para alçar voos altos para a Libertadores dessa temporada. O grupo em que o Flamengo se encontra é difícil, considerado como grupo da morte, e reúne San Lorenzo, Universidad Católica e Atlético Paranaense. Se você estiver em nossa página inicial, por favor, clique em "Leia Mais" o no título do texto e confira a análise completa.

Primeiro adversário do Flamengo na Libertadores, o San Lorenzo se classificou para a torneio após o Vice-Campeonato do campeonato argentino. O time perdeu muitos destaques das últimas temporadas, como o lateral Emmanuel Más, o meia Sebástian Blanco e o atacante Martin Cauteruccio. Em contrapartida, contratou os meias Ruben Botta e Piris da Motta. O San Lorenzo tem um título da Libertadores, conquistado em 2014, além de de uma copa Mercosul, conquistada sobre o Flamengo em 2001, e 9 títulos argentinos.
San Lorenzo levantando o título da Libertadores.

Provável Escalação:

O San Lorenzo deve mandar a campo o que tem de melhor, com exceção ao meia Romagnoli.



Pontos fortes:

O San Lorenzo trabalha muito bem a bola. Belluschi e Ortigoza fazem o jogo girar com extrema facilidade. Os cruzamentos também são arma forte, o centroavante Nicolas Blandi dá muito trabalho às defesas adversárias.

- Ataque pelos lados do Campo:
O San Lorenzo joga bastante pelos lados, principalmente pelo lado direito do ataque. Os cruzamentos buscando Blandi sempre são perigosos.
Notem a troca de passes e o elevado número de jogadores na área.
- Troca de passes:
Por ter um meio de campo técnico, além da própria característica do treinador Diego Aguirre, o time do San Lorenzo roda muito bem a bola e envolve os adversários.
Notem a movimentação em bloco dos jogadores. É um time muito bem encaixado ofensivamente.
- Jogadores-Chave:
Os principais jogadores do San Lorenzo são o goleiro Torrico, quase santificado pela torcida, o volante Ortigoza, maior ídolo recente do clube junto do meia Romagnoli, e o meia Belluschi, considerado um dos melhores meias do futebol argentino, foi convocado para a seleção argentina recentemente.
Passe de calcanhar do habilidoso Belluschi.


Pontos Fracos:

- Sistema defensivo lento:
A dupla de zaga é composta por dois jogadores lentos, Caruzzo e Angeleri, eles são seguros no jogo aéreo, porém muito atrapalhados contra-ataques rápidos e/ou habilidosos.
Notem como a movimentação rápida deixa os marcadores perdidos.
- Defesa contra Jogadas pelos lados:
Outra dificuldade do sistema defensivo do San Lorenzo é parar jogadas dos adversários pelos lados do campo. Isso se deve aos laterais, que são jovens e um tanto inexperientes, e à falta de um volante mais combatente. É um bom ponto para se explorar.
Observe o espaço que o atacante adversário tem para receber a bola em liberdade. As linhas não se entendem nas extremidades do campo.


Números no campeonato argentino:

O San Lorenzo é o atual Terceiro colocado do campeonato argentino, 3 pontos atrás do líder Boca Juniors. O time deve ter o desfalque do meia Romagnoli para o jogo contra o Flamengo, e o meia Belluschi ainda “baleado”, jogou apenas uma partida após grave lesão sofrida ainda no ano passado. Um agravante para o San Lorenzo é o fato de ainda não ter disputado nenhuma partida oficial em 2017, a última partida foi há mais de 80 dias, então pode sentir a falta do ritmo de jogo.
Classificação do Campeonato Argentino.
O San Lorenzo será um difícil adversário, porém o Flamengo tem time para impor seu jogo diante o adversário. A falta do ritmo de jogo do San Lorenzo pode influenciar bastante, principalmente no 2º tempo de partida. Além disso, as performances de Everton e Mancuello também terão fator decisivo, eles serão responsáveis por defender um forte ataque pelos lados do San Lorenzo, e aproveitar a dificuldade do adversário de defender as jogadas pelos lados. Outro ponto que pode atrapalhar o Flamengo é uma certa pilha, devido à estreia na competição. Alguns jogadores mais nervosos, como Guerrero, terão que manter o foco na partida e no objetivo no jogo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário