quinta-feira, 4 de janeiro de 2018

A Seleção Ideal da Base do Flamengo

"Craque o Flamengo faz em casa". Essa é uma frase que marcou o Flamengo até a metade da década de 90. O clube conseguiu formar gerações seguidas de grandes craques durante muito tempo, como Zico, Geraldo, Leandro, Adílio, Junior, Andrade, Leonardo, Jorginho, entre outros grandes craques nas décadas de 70, 80 e 90. Na década de 90, o Flamengo teve o que até hoje é considerado o melhor time de todos os tempos da Copa São Paulo de Juniores, num time que tinha Djalminha, Marcelinho Carioca, Paulo Nunes, Junior Baiano, etc. Se você estiver em nossa página principal, por favor, clique no título do texto ou em leia mais, para ler toda a análise.


Porém, o que era marca do Flamengo, foi deixado de lado por gestões que preferiam comprar grandes jogadores já prontos, a formar craques na Gávea, e o processo de formação de jogadores do Flamengo decaiu vertiginosamente, passou a ser motivo de piadas e de desconfiança geral, num processo que tirou a competitividade esportiva do clube, que desde então ganhou apenas 3 títulos de grande expressão, fez diversas campanhas pífias nas disputas do Campeonato Brasileiro, várias vezes sendo muito ameaçado pelo Rebaixamento, e também jogou o clube no fundo do poço em termos financeiros, pois o clube não lucrava com venda de jogadores, nem com premiações de títulos.

A atual gestão Bandeira de Mello pode ser contestada em diversos pontos que não serão abordados nesse texto, mas o trabalho com as categorias de base é bastante notável. Em termos de estrutura, captação, trabalho dos garotos, tudo melhorou bastante. O Flamengo caminha para voltar a ter uma das melhores categorias de base do país, e já começa a colher frutos desse trabalho. Lucas Paquetá, Felipe Vizeu, Vinicius Junior, são talentos notáveis e já com bastante importância para o atual elenco do Flamengo. Para a temporada desse ano, teremos ainda Lincoln, que tem quase tanto potencial quanto Vinicius Junior, Klebinho e Jean Lucas, como prospectos que também podem ser utilizados de maneira consistente, e dar conta do recado quando forem necessários. Vinicius e Lincoln podem dar ao Flamengo grande margem para crescer de produção, pois são jogadores muito diferenciados, e podem resolver partidas a qualquer momento.

Porém, engana-se quem pensa que para por ai. O futuro do Flamengo passa pelo melhor aproveitamento dos jogadores provenientes da base. E temos bastante talento para as futuras gerações, principalmente com os jogadores nascidos em 2000 e 2002. Apresento aqui uma seleção das categorias de base do Flamengo, levando em conta performance e desempenho. Deixo logo claro que podem ser cometidas algumas injustiças aqui, mas que o intuito é apenas dar algumas informações, não é nada definitivo. Vamos começar:
Goleiro: Hugo Souza - Sub 20.
Goleiro nascido em janeiro de 1999, Hugo é considerado por alguns como melhor goleiro do Brasil na categoria. Mesmo na reserva de Gabriel Batista no ano passado (2017), foi convocado para a seleção Brasileira sub-20, para a disputa do torneio de Toulon. Foi o goleiro titular da categoria sub-20 na Copa Ipiranga e será o titular na Copa São Paulo. Hugo é um goleiro fantástico. Muito alto, ágil, com muita técnica e noção de posicionamento. Junto com Thiago (campeão da Copinha 2016, hoje na reserva do time profissional), é visto como o melhor goleiro formado pelo Flamengo desde Júlio César.

Lateral Direito: Wesley - Sub-20.
Nascido em março de 2000, Wesley é visto como um lateral muito promissor e completo, ataca e defende muito bem, tem inteligência e técnica para fazer jogadas impressionantes. Foi titular no Mundial sub-17 desse ano, com uma performance boa, apesar de ter feito um gol contra. Conhecido como “Gasolina”, pelo temperamento um pouco explosivo, Wesley teve uma evolução muito rápida e precoce nas categorias de base, e já já deve pintar nos profissionais. Atualmente está lesionado, mas foi inscrito para a Copa São Paulo, e assim que estiver recuperado, reassumirá a posição de titular

Zagueiros:
Patrick - Transição Sub-20.
Zagueiro de técnica espetacular, Patrick é um jogador de muito destaque na geração mais talentosa do clube. Ele é tecnicamente completo, faz bons passes, lançamentos, sabe se livrar de adversários com dribles e na velocidade também. Outra característica marcante dele é a leitura de jogo, sempre parece tomar a decisão certa na jogada. Patrick foi campeão sub-17 com a seleção Brasileira nesse ano, e só não foi convocado para o Mundial porque se machucou. Está inscrito para a Copa São Paulo de Juniores.

Gabriel Noga - Sub -15.
Primeiro jogador do sub-15 a aparecer na seleção, Noga é um jogador espetacular. De técnica impecável, senso de posicionamento, e boa qualidade com a bola no pé também. Capitão do time sub-15, foi convocado para o sul-americano da categoria, disputado no ano passado, na Argentina.

Lateral Esquerdo: Michael - Sub-20.
Jogador de boa técnica, Michael é um lateral muito promissor. Defende bem, e ataca muito bem. Também foi convocado para o Torneio de Toulon desse ano, onde foi titular e teve boa performance. Talvez o que possa atrapalhar um pouco o desenvolvimento dele foram duas lesões que ele sofreu nesse ano, o que sempre atrapalha bastante qualquer jogador, porque técnica e potencial sobram nele.

Volantes:
Jean Lucas - Transição para o Profissional.
Volante de técnica muito desenvolvida, Jean deve estar nos profissionais já no ano que vem, pois nem foi inscrito na Copa Ipiranga. A técnica dele impressiona, faz bons passes, lançamentos em profundidade, além de fazer diversas funções no meio de campo, de 1º volante a meia armador, podendo jogar pelos lados também. Ele já desperta interesse dos torcedores, e também de clubes de fora.

Daniel Cabral - Sub-15
Também de muita técnica, Daniel é um volante que arma o jogo, chuta bem de fora da área, e tem boa técnica também. Foi convocado para o Sul-Americano sub-15 do ano passado.

Meias:
Reinier - Sub-15.
Meia de técnica extremamente apurada, é possivelmente o jogador de maior potencial presente nessa seleção. Meia que faz muitos gols, pode jogar de falso 9 também, por ser forte e saber proteger a bola excepcionalmente bem. Bate faltas com perfeição, chuta muito bem de fora da área, é extremamente inteligente, potencial absurdo, ele pode ser o cara do Flamengo no futuro. Foi convocado para o Sul-Americano sub-15 do ano passado.

Yuri César - Transição Para Sub-20.
Meia extremamente dinâmico e habilidoso, Yuri já está no processo de transição para o Sub-20. Ele é bastante ágil e habilidoso, e também faz muitos gols, foi artilheiro do Campeonato Carioca da categoria Sub-17, e já tem passagens pelas seleções de base.

Vitor Hugo - Sub-13.
Meia que faz muitos gols também, Vitor Hugo veio do Vasco pro Flamengo. Ele tem muita técnica, habilidade, e bom posicionamento para fazer gols. O meia canhoto também é muito bom em cobranças de falta, e potencial elevado.

Atacante: Lázaro - Sub-15.
Jogador talentosíssimo, Lázaro tem um potencial enorme. Jogava de meia, depois foi para a ponta esquerda, e agora está jogando como centroavante. Está num momento de retomada de um nível alto de performance, e junto com Reinier formar uma dupla parecida com Vinicius Junior e Lincoln. Esteve com a seleção Sub-15 no Torneio Nike Friendlies, disputado nos Estados Unidos.

Olho Neles:
Esses aqui que não nomes que não entraram na seleção ideal, mas que merecem destaque também.

Vitor Gabriel – Sub 20:
Atacante, tem boa presença de área, faz muitos gols, e se vira muito bem longe de área também. Foi artilheiro do Carioca sub-17 ao lado de Yuri César. Está em fase de transição para o sub-20.

Vinicius Souza – Sub-20:
Volante de muito boa técnica, joga de 1º e de 2º volante. Peca as vezes pela falta de dinamismo em algumas jogadas, mas tem bastante potencial.

Hugo Moura – Sub 20:
Volante muito forte, com bons passes e lançamentos, e tem como principal característica um poderoso chute de fora da área.

Caio Roque – Sub-15:
Lateral esquerdo, jogador bastante eficiente e com passagens pela seleção brasileira da categoria.

Matheus Alves – Sub-17:
2º volante de boa técnica e inteligência, Matheus é bastante promissor, tem lançamentos e passes precisos.

Pedro Arthur – Sub 15:
Ponta bastante incisivo e inteligente, Pedro foi recém-comprado pelo Flamengo, vindo do Juventude. Sempre foi jogador de destaque no Sul, e esteve no Sul-Americano Sub-15 do ano passado. Se complementa bem com extremamente técnico time sub-15 que o Flamengo possui atualmente.

Bill – Sub-20:
Ponta bem rápido, formou um trio infernal com Vinicius Junior e Lincoln no sub 17. É bastante habilidoso e rápido, e merecia mais oportunidades como titular no time sub-20.

Dener – Sub 20:
“Mini” Réver seria uma boa descrição do Dener, zagueiro com noção de posicionamento impecável, parece que joga há uns 50 anos, e com técnica para saída de bola também. Infelizmente foi muito atrapalhado por graves lesões num período crucial, onde estava atingindo nível para ser alçado ao profissional já. Deve voltar aos gramados no ano que vem.

Nenhum comentário:

Postar um comentário