quinta-feira, 18 de janeiro de 2018

Análise Pós-Jogo | Volta Redonda 0 x 2 Flamengo | Esperança renovada


Na noite dessa Quarta-feira, o Flamengo enfrentou o Volta Redonda em confronto válido pela primeira rodada do Campeonato Carioca de 2018, e levou a melhor com gols de Lucas Silva e Pepê. O time formado quase todo por jovens deu conta do recado e bateu o adversário com tranquilidade. Clique em "Leia mais" para acompanhar a análise na íntegra.


Personalidade e entrega. Essas palavras definem a partida dos garotos que entraram em campo contra o Voltaço. Para se ter noção, a média de idade dos jogadores que começaram a partida era de 19,1 anos, e o mais velho do time era o volante Jonas, com 26 anos. Foi uma partida bem controlada do início ao fim, com grande atuação de toda a equipe e apenas dois "sustos" no decorrer da partida.

Apesar de ter sido a primeira vez no profissional para a maioria dos jogadores rubro-negros, o time começou bem, pressionando o Volta Redonda no campo de ataque. Porém, era nítida uma certa vontade de balançar logo as redes. Alguns erros simples nos últimos passes fizeram com que o Flamengo demorasse para abrir o placar. O que ocorreu aos 34 minutos da primeira etapa. Lucas Silva puxa um contra-ataque partindo do campo de defesa, não passa a bola para dois companheiros livres, mas consegue driblar o marcador e chutar forte no canto.

Lucas Silva comemora seu primeiro gol pelo profissional

Após o gol, o Volta Redonda cresceu um pouco no jogo. E chegou perigosamente. Num bate rebate, Dija Baiano saiu cara a cara com o goleiro Gabriel, que foi obrigado a fazer uma boa defesa e evitar o gol de empate. Na volta do intervalo, com um minuto de jogo, o Voltaço chega novamente. Dessa vez, Marcelo cobra falta no travessão, assustando toda a torcida rubro-negra.

Mas o susto não durou muito tempo. 4 minutos depois, Wendel puxa um contra-golpe, serve Pepê, que mesmo após perder a passada, consegue se recuperar e mandar um foguete sem chances para o goleiro e marca um golaço. O camisa 10 também anota seu primeiro tento pelos profissionais.



No restante do jogo, Wendel e Jean Lucas ainda perderam boas oportunidades de gol, enquanto os adversários chegaram apenas uma vez.

Por mais que tenha sido um jogo de baixa importância, podemos analisar bem os jovens nas suas primeiras atuações pelo profssional, observar melhor a qualidade de cada um deles e o que poderá ser aproveitado no decorrer desse ano.

Todo o sistema defensivo fez uma partida muito boa, desde o lateral Ramon, de apenas 16 anos, até o mais experiente nos profissionais Gabriel Batista. O goleiro fez um jogo bem seguro, foi bem nas poucas vezes que foi exigido. Apesar das poucas chegadas da equipe do Voltaço, Patrick e Thuler fizeram uma excelente partida, passaram muita segurança e não tiveram pudor em usar de recursos simples para afastar o perigo. Klebinho pouco chegou ofensivamente, adotou uma medida mais cautelosa, mas mostrou muita personalidade em saídas de bola e desarmes. Pelo outro lado, Ramon mostrou inteligência para roubar bolas, e foi muito exigido, já que a maioria das jogadas de ataque do Volta Redonda eram por ali.

No meio campo, mandou Jean Lucas. O volante armou diversas jogadas e foi um dos jogadores mais participativos do jogo. Sem dúvidas um dos destaques. Já os volantes Jonas e Ronaldo fizeram um jogo mais discreto, com um pouco mais de destaque para o Ronaldo, que mostrou velocidade nas transições. Pepê passou longe de fazer uma boa partida, acertando muito pouco.  Mas iluminado, fez o golaço do jogo.

Já no setor ofensivo, Lucas Silva e Wendel destoaram entre sí. Enquanto Wendel aparentava estar muito nervoso, Lucas parecia mais solto e sentindo menos pressão. Apesar de ter tomado algumas decisões erradas, o camisa 11 fez uma grande partida, anotando um bonito gol. Já Wendel também apareceu bastante no ataque, mas perdeu grandes oportunidades de gol que ampliariam o placar.

O Flamengo volta a campo no Domingo, quando encara a Cabofriense na Ilha do Urubu. Os jogadores que vieram da Copinha, como Hugo Moura, Lucas Silva e Patrick provavelmente não vão ser relacionados. Então, Carpegiani deve fazer uma mescla dos jovens com alguns titulares da equipe.

Apesar de ter sido uma boa vitória, ainda não quer dizer absolutamente nada sobre o que será do nosso ano. Vamos aguardar até que o técnico tenha padrão e estilo de jogo definidos.

SRN

Nenhum comentário:

Postar um comentário