sexta-feira, 23 de fevereiro de 2018

Só o Rio não nos basta



O Flamengo foi, no último domingo(18) campeão da Taça Guanabara. Na final, não estava presente nenhum dos outros grandes do estado e nossos rivais, a equipe enfrentada foi o Boavista, time que ainda não está em nenhuma das quatro divisões do Campeonato Brasileiro. Nesse início de temporada, o Flamengo se mostra como o melhor time carioca para as grandes competições que hão de vir.



Os outros grandes do Rio vivem situação claudicante: o Botafogo está afundado em dívidas, ainda não tem nem treinador e dá sinais que passará certo sufoco no Brasileirão; o Fluminense é outro que passa por difícil situação financeira após os anos de bonança com a UNIMED, tendo vendido praticamente todo o time para tentar desafogar a folha salarial. O Vasco vive toda uma situação política conturbada mas ainda assim é o que melhor destes está(goleadas vexaminosas para times bolivianos a parte).

Mas o que eu quero dizer dizendo tudo isso? Bem, as vitórias em sequência no cariocão sem muitas dificuldades, a situação difícil dos nossos rivais tanto financeira e administrativa quanto esportiva e o roubo do maior destaque de um deles, Henrique Dourado empolgou o torcedor rubro-negro. Nos gabamos por estarmos sendo como o "Bayern no Rio", ganhando o campeonato de lavada e contratando os "craques" dos principais rivais. Só que há pouco ou nada para se gabar nisso.

O Flamengo estar acima dos rivais é o resultado natural das realizações administrativas de cada um nos últimos 5 anos, ganhar Carioca, ficar acima deles no Brasileirão ou ir mais longe que eles em alguma competição não é lá grande coisa: é como disse, resultado natural. Roubar os destaques deles então, é nada: que jogador titular de Botafogo, Vasco ou Fluminense é melhor que qualquer um de nossos titulares? (Alguns)São piores até que nossos reservas. Mesmo Dourado não é tecnicamente superior a nenhum de nossos centroavantes.

Por isso, não dá para se contentar em ter o destaque dos rivais, em terminar acima deles ou ver os vexames que eles passam. A nossa disputa não é mais com eles, já somos definitivamente os reis do Rio, nosso cacife é mais alto: disputamos é com o Grêmio, Cruzeiro e Palmeiras. E nessa disputa com eles, andamos devendo.

Ser o melhor carioca já nos é pouco. Só o Rio não nos basta: precisamos é pensar em conquistar o Brasil e a América.

Nenhum comentário:

Postar um comentário